sobre

 

Entrevista concedida ao Shipper X em 2000. Conheça um pouco sobre a Sky.

 

1)Diga-me algo sobre você .

Tenho PAVOR de lagartixa e isso é algo muito importante sobre mim.

Agora sério, meu nome é Selma, sou paulistana e tenho 31 anos.

Tenho três paixões atualmente, meu marido, minha família e Arquivo X, não necessariamente nesta ordem, depende do dia e da hora da semana, as quartas não preciso nem dizer, não é ?

Me saio melhor escrevendo que conversando e falar sobre mim é algo bem complicado, tenho uma fé enorme na vida, dificilmente me tiram do sério e o equilíbrio é a minha meta.

 

2) Você sempre escreveu fanfic/outro tipo de história ou Arquivo X inspirou você a começar a escrever ?

Nunca fui fanática por nada ( exceto chocolate ) durante muito tempo, apenas aquelas coisas de adolescente com cantores ou artistas mas nada que durasse.

Sempre adorei escrever, inventar estórias, criava várias em minha cabeça e algumas até cheguei a passar para o papel mas, somente Arquivo X me deu motivação para me dedicar assim.

 

3) Quando você não está escrevendo fanfic ou assistindo Arquivo X, o que gosta de fazer ?

Sou uma devoradora de livros e adoro boa música seja qual for o estilo.

Meu tempo está um pouco curto mas concentro as hora livres entre desenhar e confeccionar minhas roupas, curtir meu sobrinho e ver filmes, às vezes, tudo isso ao mesmo tempo.

 

4) Como você começou a escrever fanfic ?E por quê ?

Vivia pensando em outras possibilidades para continuar os episódios, criando situações em minha cabeça, mas nunca tinha pensado em colocar no papel. Sempre passeava pelos sites para saber as novidades sobre AX mas nunca quis ler fics, não sabia nem o que a palavra significava, achava que deveria ser alguma coisa boba mas, um dia , não tinha nada de novo e eu li algumas estórias e fiquei surpresa ao perceber que o pessoal fazia o mesmo que eu só que colocava no papel, resolvi tentar.

 

5) Como você classifica o seu trabalho ?

Absolutamente shipper, embora ainda não consiga visualizar os personagens vivendo realmente juntos e sim dividindo alguns momentos. Não sei se saberia criar uma estória mitológica, com monstros, crossover, essas coisas. Gosto mesmo é de me concentrar na emoção das personagens , é o que eu tento mostrar.

 

 

6) Diga-me alguma coisa a respeito da primeira fanfic de AX que você escreveu .

Foi uma fic bem light chamada Minha Única Verdade, baseada no episódio Unnatural. Falava de uma situação incomum entre os agentes em que eles simplesmente saiam para se divertir como pessoas normais e acabavam se rendendo à paixão.

 

 

7) Qual foi a primeira fanfic que você leu ?

Não tenho certeza se foi a primeira mas, Christmas Story da One foi a primeira que me empolgou e incentivou a ler outras.

 

8) De onde você tira suas idéias ?

Basicamente dos episódios, mas às vezes, lembro de alguma coisa da TV, dos livros que li ou nos fóruns que me dão algumas idéias.

 

9) Você começa com uma única idéia e aumenta a partir daí ou você já sabe de toda a história antes de começar ?

Começo a escrever com uma idéia básica e, a partir daí, fica por conta da imaginação.

 

10) Você tem algum ritual para escrever histórias ?

Apenas estar sozinha com a cabeça livre de preocupações ou ansiedades.

 

11) Descreva fisicamente o ambiente e o que você usa para escrever.

Gosto de escrever em casa, sentada no sofá ou na cama, a televisão ligada. Faço tudo manuscrito e depois transcrevo tudo para o computador, no trabalho, onde faço as revisões, no tempo livre Parece perda de tempo mas, para mim, quando escrevo de próprio punho parece que me envolvo mais.

 

12) Como você age quando dá aquela travada na hora de escrever ?

Largo tudo, dou umas voltas, vejo TV, canto umas músicas ( e eu canto muito mal ) relaxo e volto depois.

 

13) Quão importante é o feedback para você ?

Não achei que daria tanta importância nem acreditava que alguém respondesse mas, quando recebi o primeiro fiquei encantada e isso me incentiva a continuar escrevendo.

 

14) Diga-me seus escritores favoritos de fanfic e também algumas histórias que goste.

Tem muita gente boa, é difícil escolher. A One é hilária e tem uma imaginação incrível, a Ana Lucas explora muito bem o sentimento dos personagens, A Késsia tem um jeito muito gostoso de escrever , é complicado, porque já li estórias de vários autores, algumas eu adoro outras nem tanto. Algumas das melhores estórias que li foram, Ladrão de Sonhos que achei bárbara, Ante Acta e One Thing da Késsia, uma que se passava numa cidade chamada Autuum Fall, que eu não lembro o nome, Poderia ser assim, da Wanilda Vale, Um ano sem você, Santuário. Confesso que ,às vezes, leio tantas estórias que misturo todas .

 

15) Dentre seu trabalho, qual sua estória preferida ?

I'm missing you, acho que porque me dediquei mais a ela.

 

16) Qual é o maior problema que você encontra para escrever ?

Tempo e condições essenciais ( estar sozinha ), não sei escrever com pessoas em volta de mim, conversando, nesse ponto acho que entendo o DD, a solidão, às vezes, é imprescindível para colocar as idéias em ordem.

 

17) O que você mais ganhou nesses anos ou meses de convivência com outros excers e escritores de fanfics ?

Foi uma experiência completamente nova para mim e estou adorando. É muito interessante ver pessoas de idades e gênios tão diversos reunidos num mesmo grupo e com uma integração e solidariedade tão bonitas.

Ganhei incentivo para escrever, coragem para me expor, diversão para o tempo livre e cumplicidade para conversar sobre o seriado.

 

18) Sua família sabe das suas fanfics ? O que ela pensa a respeito ?

Ela não sabe, provavelmente se alguém soubesse iria me dar aquele olhar indulgente que significa "Ela ainda pensa que é adolescente ou não tem nada pra fazer e ainda por cima está ficando fanática".

Gosto de pensar que esse é um projeto só meu e dividí-lo apenas com vocês que sabem o significado dele pra nós.

 

19) Você tem algum conselho em especial para novos escritores de fanfic ?

Se você quiser escrever é essencial ler , não somente fics, mas livros, revistas, jornais, manter-se informado, isso amplia os horizontes e aumenta o vocabulário. E não desistir, como diz nosso amigo Mulder, a via do excesso leva ao palácio da sabedoria. Deixar a imaginação fluir e não se cobrar demais.

 

20) Há alguma frase ou momento especial em alguma fic que você deseja partilhar conosco ?

Há um momento muito bonito e bem escrito na Fic Ladrão de Sonhos II, quando Scully não se recorda de quem era e Mulder passa a ser para ela , de certa forma, o elo entre o sonho e a realidade, o que acontece daí pra frente é muito legal. Vale a pena ler.

 

21) Algum autor em especial influenciou seu modo de escrever ou a inspirou de alguma forma?

Provavelmente minhas estórias tem algumas influências das fics que eu li, principalmente porque nossos temas e personagens são quase sempre os mesmos, mas não me lembro de ninguém especificamente.

 

22) Quanto tempo, em média, você leva para escrever uma fic ?

Isso é muito variável, mas acho que não mais de 15 dias porque outras idéias começam a surgir e eu já quero partir pra outra.

 

23) Qual é o seu personagem preferido ? Porquê?

Absolutamente Scully. Gosto do humor refinado, da inteligência e da sensibilidade dela. Sua personalidade é complexa, as coisas para ela nunca são fáceis ou simples, a batalha que ela trava com os sentimentos é emocionante e a dedicação dela para como o Mulder é fora de série. Acho que existem poucas pessoas assim hoje em dia, que abraçam uma causa que não é dela puramente por lealdade. Acho que esta palavra resume a personagem, ela é leal no sentido mais amplo e bonito do termo e o que a torna especial é que não pede nada em troca. E, muitos podem não concordar comigo, mas acho que o Mulder se modificou por causa dela, ele passou a ser esse herói de hoje por influência dela, porque não parecia que ele se importava com os outros antes de conhecê-la, como disse o DD, ela é a credencial humana de Mulder.

 

24) Se você pudesse mudar alguma coisa em Arquivo X, o que seria ?

Vale transferir as gravações aqui para São Paulo ?

Acho que o seriado é muito diversificado, Cris Carter tem uma imaginação privilegiada e um grande bom gosto. Não mudaria nada, cada estória traz alguma coisa que eu gostaria de ver, são muito bem boladas e a interpretação dos atores é perfeita. Acho que ele tem sido muito feliz até agora, qualquer alteração poderia comprometer o conjunto.

 

25) Como você define o relacionamento de Mulder e Scully ?

Cris Carter disse uma vez e eu acho que resume tudo. É um ideal, eles se amam no sentido literário e é o que torna o relacionamento diferente, único. São almas gêmeas que se interagem, não acho que eles se completem porque isso pressupõe que eles sejam incompletos e não acho que seja isso, são personalidades diferentes, eles se fundem, sem perder a identidade, acho que a palavra certa é que eles se acrescentam , que se tornaram melhores pela influência um do outro e é muito interessante porque é um amor baseado no respeito e na admiração, eles conhecem as falhas um do outro mas isso parece insignificante frente às qualidades.

O relacionamento deles é como a cruzada de Mulder, uma busca apaixonada, onde a meta é clara mas o caminho a percorrer é melhor , para nossa infelicidade, acho que eles não sentem tanto a necessidade de estarem juntos fisicamente porque a união deles é superior a isso, porém, como diz a Gillian, um toque de mão pode ser o mesmo que fazer amor.